Fosfato

Fosfatização é um processo em metalurgia de proteção superficial de metais, que consiste em se recobrir peças metálicas com fosfatos de zinco, ferro e manganês, tanto na forma de fosfatos neutros (PO4-3) quanto monoácidos (HPO4-2). Devido a pouca solubilidade dos fosfatos destes elementos químicos, depositam-se na superfície metálica na qual pretende-se a proteção na forma de fina camada de cristais após o contato com soluções destes, sob determinadas condições.

Servem como um revestimento de conversão no qual uma solução diluída de ácido fosfórico, a qual é aplicada via spray ou imersão, quimicamente reage com a superfície da parte sendo revestida para formar uma camada de fosfatos cristalinos insolúveis.

O retículo (disposição), a forma do revestimento e a velocidade de sua formação dependem dos fosfatos em questão e dos processos e condições durante sua formação.

Estas películas de fosfato possuem as seguintes propriedades principais: alto poder isolante químico e elétrico e baixa porosidade, as quais em conjunto atuarão para impedir a transmissão de correntes elétricas galvânicas, grande aderência à superfície metálica, boa adesividade aos lubrificantes (visando melhorar a lubricidade) e tintas e vernizes, com baixo custo de aplicação. São usadas sobre peças de aço para aumentar a resistência à corrosão.

Uma condição para a aplicação da fosfatização é a limpeza das peças, tando por desengraxe quanto por decapagem, visando respectivamente a remoção de óleos e graxas e a remoção de óxidos.

Revestimentos de conversão em fosfato podem também ser usados sobre aluminio, zinco, cádmio, prata e estanho e suas ligas.

FOSFATO DE ZINCO

A fosfatização de zinco é a mais utilizada no mercado e a que tem mais abragência nas aplicações possível. Com a fosfatização de zinco é possível efetuar preparação para pintura, para oleamento protetivo e para deformação a frio.

As características mais importantes da camada da fosfatização de zinco são:

  • Para Pintura
  • Estrutura cristalina definida
  • Peso da camada entre 12 até 60 mg/dm2
  • Excelente aderência das tintas
  • Excelente resistência à corrosão
  • Fácil controle e manutenção
  • Longa vida dos banhos
  • Para Oleamento ou Deformação
  • Estrutura cristalina definida
  • Peso da camada entre 50 até 300 mg/dm2
  • Excelente absorção de óleos protetivos e lubrificantes

FOSFATO DE FERRO

Diferentemente do processo de fosfatização de zinco, o fosfato de ferro, tem como única aplicação a preparação para pintura.

A designação fosfato 3-em-1 deve-se ao fato de que além de ser um processo de fosfatização, também tem ótimas propriedades desengraxantes e decapantes. A camada formada é bem uniforme e amorfa.

As características mais importantes da camada do fosfato de ferro são:

  • Estrutura amorfa
  • Peso da camada entre 2 até 12 mg/dm2
  • Excelente aderência das tintas
  • Excelente resistência à corrosão
  • Baixa necessidade de aquecimento
  • Baixo investimento em equipamentos
  • Fácil controle e manutenção

FOSFATO DE MANGANÊS

Para esse processo, a Dileta oferece o MANGANOFOS 127, que é um processo de fosfato de manganês, com a finalidade de utilizar em peças que trabalham com atrito, como por exemplo engrenagens.

As características mais importantes da camada do fosfato de manganês são:

  • Estrutura cristalina definida
  • Peso da camada entre 50 até 300 mg/dm2
  • Excelente absorção de lubrificantes e óleos
  • Longa vida dos banhos, apesar de produzirem muita lama (borra)

FOSFATO NANO

Apesar de ser conhecido como Fosfato Nano, esse processo não possui fosfatos em sua característica, sendo sim um revestimento de conversão a base de Zircônio.

O nome fosfato deve-se ao fato de esse processo ter sido criado como solução ambientalmente mais correta em relação aos cromatizantes hexavalentes e fosfatizante de zinco, atuando na preparação da superfície das peças a fim de obter melhor aderência nos processos de pintura.

O fosfato nano oferece as seguintes vantagens:

Excelente resistência à corrosão, mesmo quando comparado a fosfatização de zinco

Excelente aderência de tintas

Permite que o aço tratato permaneça estocado, antes da pintura final, por um período de tempo maior quando comparado a fosfatização de zinco

Produto ISENTO de cromo e fosfatos

Menor sequência operacional, proporcionando a utilização de menos equipamentos

 

Fontes :

http://pt.wikipedia.org/wiki/Fosfatiza%C3%A7%C3%A3o

http://www.dileta.com.br/fosfatizacao-zinco